Senado pode votar PEC das MPs em agosto

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), disse nesta quarta-feira, em rápida entrevista, que está pronto para coordenar a aprovação, no tempo mais breve possível, da proposta de emenda constitucional (PEC) que reduz o poder do presidente da República de editar medidas provisórias (MPs).Barbalho declarou-se convencido de que em agosto, após o recesso parlamentar, será possível votar a proposta. Disse que vai aproveitar, nesta quinta-feira, a reunião do Colégio de Líderes para tratar desse assunto.Essa reunião foi convocada pelos partidos de oposição para discutir a forma de investigar as denúncias de que é o alvo o presidente do Senado. Barbalho disse que está absolutamente tranqüilo em relação a essa reunião.Anunciou que vai oferecer "um café paraense" aos líderes. Reiterou sua versão de que são "totalmente desqualificadas" as denúncias; que "deveriam valer não pela quantidade, mas pela qualidade"; "e as que estão aí são requentadas".Reafirmou também que não raciocina com a hipótese de se afastar da Presidência do Senado, porque "denúncia não é condenação".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.