Senado funciona com normalidade após pedidos de abertura de inquérito

Senado funciona com normalidade após pedidos de abertura de inquérito

Além do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), a PGR pediu a investigação de, pelo menos, outros quatro senadores

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

15 Março 2017 | 17h10

BRASÍLIA - Um dia após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, encaminhar ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de abertura de 83 inquéritos no âmbito da operação Lava Jato, o Senado funcionou com normalidade. Segundo apurou o Estado, além do presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), a PGR pediu a investigação de, pelo menos, outros quatro senadores. 

Na parte da manhã, os senadores instalaram quatro comissões permanentes: Ciência e Tecnologia, Assuntos Sociais, Desenvolvimento Regional e Infraestrutura. As reuniões correram com normalidade e, após as eleições para os cargos, os presidentes de cada colegiado também apontaram suas prioridades na nova gestão.

À tarde, funcionaram normalmente as comissões mistas, com senadores e deputados, dedicadas à discussão de medidas provisórias enviadas pelo Poder Executivo. A comissão da MP que cria o Cartão Reforma votou o relatório do projeto, escrito pela senadora Ana Amélia (PP-RS). 

As atividades no plenário também funcionam com naturalidade. A análise de projetos começou, por volta das 16h, conforme o previsto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.