Senado envia comissão a velório de Covas

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), nomeou uma comissão para representar a Casa no velório do governador Mário Covas. A comissão é integrada pelos três senadores de São Paulo - Pedro Piva (PSDB), Romeu Tuma (PFL) e Eduardo Suplicy (PT) - além dos senadores Ramez Tebet (MS) e Pedro Simon (RS), ambos do PMDB. A presença de Barbalho no velório de Covas ainda não foi confirmada.PT suspende reuniõesO deputado Aloizio Mercadante (PT-SP) informou que o partido suspendeu todas as reuniões e ações para a abertura da CPI da Corrupção, em respeito ao luto pela morte do governador Mário Covas. A suspensão, no entanto, segundo Mercadante, será por um breve período, uma vez que o País está vivendo uma crise institucional.Malan diz que exemplo de Covas continua vivoEm nota divulgada esta manhã, o ministro Pedro Malan destaca a coragem cívica de Covas, como a defesa pela "democracia e a liberdade durante o regime militar". "Todos nós, brasileiros, lamentamos profundamente a ausência de Mário Covas. O seu exemplo continuará vivo, inspirando por muitos anos à frente a classe política e a cidadania no nosso País. A marca de toda a vida de Mário Covas foi a coragem cívica. Coragem para defender a democracia e a liberdade durante o regime militar. Coragem para dizer sempre o que pensava, para defender as suas idéias. Coragem também para mudar, como fez, entendendo os novos tempos, e para fazer as mudanças necessárias, como mostrou no governo de São Paulo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.