Senado envia ao Conselho de Ética 3ª acusação a Renan

A Mesa do Senado decidiu no início da tarde, por unanimidade dos sete senadores presentes, encaminhar ao Conselho de Ética a terceira representação contra o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Nesse caso, Calheiros, que já responde a dois processos no colegiado, é acusado de ter registrado em nome de "laranjas" (falsos proprietários) duas emissoras de rádio.De acordo com o segundo vice-presidente da Mesa, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), o que os senadores fizeram foi dar encaminhamento a "uma formalidade", para que o processo corra o mais rápido possível: "Porque temos que acabar logo com essa novela". Álvaro Dias afirmou que é inconsistente o parecer emitido hoje pelo advogado-geral do Senado, Alberto Cascais, que afirma que os senadores do DEM e do PSDB não poderiam participar da decisão da Mesa porque esses partidos são os autores da terceira representação contra Calheiros. "Quando deliberamos, representamos a instituição (Senado), e não os nossos partidos", declarou Dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.