Senado doa equipamentos médicos para o governo do DF

BRASÍLIA - O Senado doou nesta quinta-feira, 9, cerca de 300 equipamentos que eram utilizados no serviço médico da Casa para o governo do Distrito Federal. Os materiais fazem parte da estrutura do ambulatório, desativado há cerca de 50 dias, como parte das medidas de contenção de gastos implementadas pelo presidente Renan Calheiros em sua gestão.

Débora Álvares, O Estado de S. Paulo

09 de maio de 2013 | 17h00

Esse é mais um capítulo do convênio entre o Senado e o GDF. Há dois meses, Calheiros cedeu médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem concursados para atuar nos hospitais locais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os bens doados pelo Senado incluem aparelhos desfibriladores, eletrocardiográficos, de raios X, odontológicos e de ultra-som para fisioterapia, macas, cadeiras de rodas e balança eletrônica.

Segundo Renan, o fato de ceder médicos eliminou redundâncias existentes na Casa e a doação é uma extensão disso. "Todos os servidores do Senado têm plano de saúde. O atendimento médico e hospitalar não era coberto pelo plano, mas pelo próprio Senado. Era caracterizada uma dupla despesa que foi eliminada", destacou, após a cerimônia de entrega dos materiais doados.

O governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), disse que os equipamentos serão usados em áreas carentes e vão melhorar o atendimento nos hospitais da cidade. "Equipamentos que estavam sendo utilizados por um público restrito serão utilizados por nossa população que mais precisa dessa estrutura maravilhosa e excelente, que vai melhorar muito a qualidade da nossa assistência."

Tudo o que sabemos sobre:
Senadoequipamentos médicosDF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.