Senado deve discutir pré-sal 'sem pressa', diz Perillo

O senador Marconi Perillo (PSDB-GO), que integra a Comissão de Infraestrutura do Senado, defendeu hoje que o marco regulatório para exploração do petróleo na camada pré-sal deve ser debatido detalhadamente e que vai trabalhar para que os projetos não tenham urgência no Senado. "Esse assunto não será debatido de forma açodada na Câmara e principalmente no Senado", afirmou o senador, ao deixar na manhã de hoje a comissão, onde assistiu à audiência pública do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, sobre o pré-sal. Ele disse que o assunto precisa ser muito discutido e sem pressa.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

10 de setembro de 2009 | 13h19

Ontem, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode voltar a impor urgência constitucional à tramitação, no Senado, caso as propostas enfrentem resistência dos senadores. Para Perillo, está havendo um "excesso de euforia política" na discussão do pré-sal e que é preocupante o fato de que estão sendo descobertos campos secos na área do pré-sal. "Há menos petróleo do que está sendo noticiado", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.