Senado começa a retomar velhas práticas em 2010

Quase um ano depois do escândalo dos atos secretos, a Casa demonstra que não reagiu à onda de denúncias

O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2010 | 08h40

Ponto eletrônico

 

Senadores dispensaram seus funcionários do controle de frequência eletrônico

 

Terceirizados

 

Prorrogação dos milionários contratos com as empresas terceirizadas acusadas de nepotismo

 

Punição leve

 

A suspensão de 30 dias imposta a dois servidores envolvidos nos atos secretos foi transformada em multa

 

Reforma

 

Senado prevê este ano reforma do plenário, avaliada em R$ 5 milhões

 

Sem demissão

 

Boa parte dos funcionários nomeados por atos secretos continua trabalhando na Casa

Tudo o que sabemos sobre:
Senadocorrupcaoatos secretos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.