Senado arquiva processo contra substituto de Roriz

A Mesa Diretora do Senado arquivounesta terça-feira a representação do PSOL contra o senador GimArgello (PTB-DF) por quebra de decoro parlamentar. Argello substituiu em julho o senador Joaquim Roriz(PMDB-DF), que renunciou ao ser apontado como beneficiário deum cheque de 2,2 milhões de reais de Nenê Constantino, pai dopresidente da Gol, Constantino Júnior. O PSOL abriu representação contra Argello no dia da possepor seu envolvimento na mesma transação que levou Roriz àrenúncia. Com três votos favoráveis ao arquivamento, dois contráriose duas abstenções, a Mesa impediu que o processo seguisse parao Conselho de Ética. Segundo o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), a Mesa decidiuarquivar a representação por considerar que as denúncias eramanteriores à diplomação de Argello. Álvaro Dias, porém, disseque seu voto foi pelo prosseguimento do processo. A decisão surpreendeu, já que nas representações contra opresidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a Mesa alegouque as encaminharia ao Conselho de Ética porque não lhe cabiaexaminar os méritos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.