Senado aprova restrição à imunidade parlamentar

O plenário do Senado aprovou na noite desta terça-feira, por unanimidade, a proposta de emenda constitucional que restringe a imunidade parlamentar. O projeto teve 74 votos e, apesar da votação unânime, o projeto foi criticado nas alterações feitas pela Câmara.Diversos senadores criticaram o texto aprovado pelos deputados, por prever que um processo contra um parlamentar poderá que ser suspenso por iniciativa do Congresso, quando provocado pelo partido do parlamentar processado.Os senadores fizeram questão, durante discursos, de reafirmar que a emenda é de autoria do Senado. A emenda será votada ainda hoje em segundo turno, numa sessão extraordinária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.