Senado aprova MP que concede reajuste a carreiras da PF

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira, 28, a Medida Provisória 650, que trata da reestruturação da carreira da Polícia Federal e concede reajuste de 15,8% (dividido em parcelas para 2014 e 2015) para agentes, escrivães, papiloscopistas e peritos federais agrários. A MP passa a exigir curso de nível superior completo para o acesso à carreira de policial federal.

RICARDO BRITO, Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 18h57

Como não houve modificação no texto que tramitou nas duas Casas Legislativas, a proposta passa a vigorar imediatamente e foi promulgada após a aprovação da matéria em plenário. A votação foi acompanhada por integrantes das categorias, que aplaudiram os discursos favoráveis à medida. Se não fosse aprovado hoje, o texto perderia validade.

No dia 8 de outubro, a Câmara rejeitou, durante votação em plenário, uma emenda que aumentava as exigências para o ingresso na carreira de delegado da PF. A emenda previa que, para fazer parte da carreira, delegados da PF precisam ser bacharéis em direito e comprovar pelo menos três anos de atividade jurídica ou policial.

Para não criar atrito com os delegados, o governo editou no último dia 14 a MP 657, com as alterações que foram rejeitadas na emenda da Câmara à MP 650.

Tudo o que sabemos sobre:
senadopolícia federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.