Senado aprova ida obrigatória do presidente ao Congresso

Com o apoio dos 55 senadores presentes em plenário, o Senado aprovou nesta quarta-feira, 7, em segundo turno, a proposta de emenda constitucional do senador Eduardo Suplicy (PT-SP) que obriga o presidente da República a comparecer à abertura da sessão legislativa do Congresso para apresentar a mensagem e os planos do governo. A entrega da mensagem é feita hoje pelo ministro-chefe da Casa Civil. O texto terá, ainda, de ser examinado pelos deputados. A proposta original de Suplicy estabelecia que os líderes poderiam, na ocasião, interpelar o presidente. Mas esta parte foi suprimida na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O senador petista apresentou a proposta no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. Como a tramitação demorou, não alcançou nem mesmo o início dos dois mandatos do presidente Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.