Senado aprova Gilmar Mendes para presidir CNJ

O plenário do Senado aprovou hoje, por 60 votos a dois, a indicação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para o cargo de presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Mendes assumirá em abril a presidência do STF, em substituição à ministra Ellen Gracie, que deixará o cargo no próximo dia 23 e poderá assumir uma vaga no Tribunal Internacional de Haia, na Holanda. Mendes foi eleito presidente pelos ministros do STF no dia 12 de março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.