Senado aprova criação do Programa de Acesso à Alimentação

O Senado aprovou nesta quinta-feira a medidaprovisória que cria o Programa Nacional de Acesso à Alimentação e abre caminho para a unificação dos cartões dos programas sociais do governo. A proposta, que já passoupela Câmara, será sancionada agora pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.A MP instituiu o cartão-alimentação, pelo qual as famílias beneficiadas pelo programa Fome Zero recebem R$ 50 para a compra de alimentos. Conforme a proposta, o Fome Zero será interligado a outras ações, como o Bolsa-Escola e o Bolsa-Alimentação."O Senado, assim como a Câmara, percebeu aimportância do programa. Esse é o primeiro passo para a unificação dos programas sociais", disse o ministro extraordinário da Segurança Alimentar, José Graziano, pormeio de sua assessoria de imprensa.Os senadores também aprovaram outras medidas provisórias, como a que estabelece normas para a comercialização da soja transgênica da safra de 2003 e a que organiza a estrutura da Presidência da República e dos ministérios. Outra MP analisada pelo Senado cria a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.