Senado aprova Alexandre Tombini para a presidência do Banco Central

Economista foi sabatinado pelos senadores e recebeu 22 votos favoráveis e um contra

Rosa Costa, de O Estado de S.Paulo,

15 Dezembro 2010 | 16h56

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 15, a indicação do economista Alexandre Tombini para ocupar a presidência do Banco Central. Num total de 44 votos, foram 37 favoráveis e 7 contrários. Não houve abstenção.

 

A indicação de Tombini, que hoje é diretor de Normas do BC, foi aprovada na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado no último dia 7. Ele foi sabatinado pelos senadores e recebeu 22 votos favoráveis e um contra.

 

O senador Álvaro Dias (PSDB/PR) lembrou que, por unanimidade, seu partido aprovou o nome de Tombini quando foi sabatinado na CAE, por se tratar de uma indicação técnica. "É um servidor dos quadros do Banco Central de muitos anos, portanto tem credenciais para assumir o cargo. Não há questionamentos para o PSDB quando se tratar de profissional compete e probo", disse.

 

Para o senador Antônio Carlos Magalhães Júnior (DEM/BA), Alexandre Tombini é um técnico de primeira categoria, com formação invejável para ocupar o cargo. "O fato dele ter participado da construção do regime de metas da inflação é algo a mais que o credencia para o cargo", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.