Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Senado acelera investigacões de denúncias contra Jader

O Senado deve cumprir hoje mais uma etapa do acordo feito pelos líderes partidários para acelerar as investigações das denúncias que envolvem em corrupção o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), presidente licenciado da Casa. Está prevista a aprovação, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do requerimento da oposição que solicita ao Banco Central o relatório sobre o desvio de recursos do Banco do Estado do Pará (Banpará), de onde houve desvio de recursos públicos que teriam favorecido o senador. Os líderes oposicionistas esperam votar o requerimento até amanhã no plenário do Senado. Paralelamente, a comissão de três senadores do Conselho de Ética que investiga Jader estará analisando documentos que o senador Romeu Tuma (PFL-AM) recebeu ontem do procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, sobre o caso Banpará. Ao mesmo tempo, Tuma e o senador Jefferson Peres (PDT-AM) estarão se preparando para tomar o depoimento do deputado estadual Mario Frota (PDT-AM) e de seu ex-assessor Nivaldo Marinho sobre o suposto envolvimento de Jader na cobrança de propina para a liberação de recursos da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), em 1998. Tuma e Peres viajarão para Manaus amanhã a fim de ouvir os depoimentos. Espera-se que, enquanto isso, seja superado o clima de suspense que marcou a terça-feira no Senado. Jader Barbalho ficara de encaminhar ontem documentos sobre seu sigilo bancário à Mesa do Senado, mas frustrou as expectativas. O presidente licenciado do Senado preferiu ficar recolhido em casa e não compareceu ao Congresso, limitando-se a declarar, em entrevistas e por intermédio do líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), que não renunciará ao cargo, apesar das pressões políticas, inclusive de seu partido. Jantar do PMDB A bancada do PMDB no Senado estará reunida hoje em jantar organizado pelo senador Ney Suassuna (PMDB-PB). A preocupação dos partidários de Jader é a de evitar que a reunião se transforme em movimento pró-renúncia do senador. Plano plurianualÀs 14h30, os líderes dos partidos na Comissão Mista de Planos e Orçamentos se reúnem para tentar fazer um acordo que possibilite a realização de umasessão conjunta do Senado e da Câmara, ainda hoje, para a votação de projetos de lei estabelecendo revisão do Plano Plurianual de Investimentos (PPA) e crédito suplementar ao Orçamento para a realização de despesas com recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.