Seminário sobre violência aviva diferenças entre arcebispo e Garotinho

As divergências entre o arcebispo do Rio, dom Eusébio Oscar Scheid, e o ex-governador e atual secretário de Segurança, Anthony Garotinho, ficaram claras hoje, no seminário Segurança e Violência, realizado na residência oficial do religioso. Os dois falaram por último, em separado e, ao comentar a afirmação de Garotinho de que outras cidades brasileiras são muito mais violentas que o Rio, dom Eusébio disse que esse dado não consola nem resolve a questão para os cariocas. Mas ressaltou a importância do encontro, apesar das divergências. "Pelo menos, nos olhamos em face e lutamos pela mesma causa", ressaltou o arcebispo.Dom Eusébio disse também ser a favor da descrimininalização das drogas, mas rebateu outro dado levantado por Garotinho. "Pesquisas indicam que 7% da população é usuária de droga e 2%, viciada. No Rio, essa porcentagem representa 700 mil usuários e 200 mil viciádos, números enormes", disse o secretário de Segurança. "Para mim não há diferença entre usuário ocasional e viciado porque este último já foi usuário em alguma época", rebateu o arcebispo. Já as diferenças de pensamento entre Garotinho e o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, foram minimizadas por este. Em sua fala, o secretário fez críticas à política econômica, alegando que sem crescimento não é possível combater eficazmente a criminalidade. "Eu sei que o ministro Ciro Gomes vai concordar comigo, que o pior comando do Páis não é o Vermelho e sim o econômico", afirmou o secretário. Gomes não respondeu na hora, mas em entrevista depois do seminário criticou Garotinho. "Isso é futrica dele, que sabe que sou servidor desse governo. Mas ele sabe também que crescimento econômico não se faz por ato de vontade, de uma hora para outra, assim como ele não resolve a questão de segurança só com vontade pessoal", disse ele. "Sou amigo dele e falei isso agora com o Garotinho. A paixão política o leva a se preciptar como agora."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.