Seminário do PSDB começa sem FHC e Aécio Neves

, 16 - O seminário "Renovar Idéias - Política Monetária e o Crescimento Econômico do Brasil", promovido pelo Instituto Teotônio Vilela, do PSDB, e pelo Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), teve início, ainda sem as presenças, que foram confirmadas, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e do governador de Minas Gerais, Aécio Neves. A informação do governo mineiro é de que Aécio deverá chegar a São Paulo apenas no início da noite, pois cumpre compromissos em Minas. Chegaram ao evento o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da Capital paulista, José Serra, os dois presidenciáveis do partido. Ambos não quiseram, porém, conceder entrevista.Cerca de 250 pessoas acompanham o seminário, entre eles o economista Raul Velloso, o presidente do Iedi, Josué Gomes, o economista-chefe da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Roberto Luis Troster, o economista-chefe do Bradesco, Octávio Barros, o empresário Jacques Rabinovitch e o diretor do Departamento Econômico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Francini, entre outras lideranças empresariais e deputados estaduais e federais do PSDB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.