Sem-teto voltam a ocupar terreno após expulsão

Cerca de 150 famílias sem-teto voltaram a ocupar, na madrugada desta segunda-feira, um terreno de dez hectares às margens da rodovia PE-60, no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. A área havia sido invadida na última sexta-feira e desocupada no sábado, em uma ação da Polícia Militar após a expedição de um mandado de reintegração de posse - concedido à Prefeitura do Cabo, dona do terreno.Momentos após a chegada das famílias ao local, cerca de dez representantes dos sem-teto foram até a sede da Prefeitura, na tentativa de negociar com as autoridades municipais a permanência no local. De acordo com os líderes do sem-teto, a desocupação feita pela PM, no último sábado, foi marcada pela violência.Dezenas de sem-teto teriam ficado feridos. "Fomos retirados do local embaixo de pauladas. Depois disso é que recebemos um comunicado de que seria marcada uma negociação para hoje. Decidimos reocupar a área porque as famílias não têm para onde ir", disse Marco Cosmo.Segundo ele, a ocupação foi pacífica e não há tensão entre invasores e policiais. "Só esperamos que a violência praticada no sábado não seja repetida na calada da noite", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.