Sem-terra tentam invadir sede do Incra em MS

Setenta e nove famílias de sem-terra tentaram invadir hoje a sede do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) de Campo Grande. A manifestação foi um protesto contra a exclusão delas do Programa Nacional de Reforma Agrária. Depois de analisadas pelo Incra, as famílias foram consideradas sem vocação para produção rural. O grupo foi barrado por um pelotão de choque da Polícia Militar, mas o superintendente regional do órgão, Celso Cestari Pinheiro, acabou atendendo uma comissão composta por três membros dos manifestantes. Cestari disse que não poderia contrariar a reforma agrária e atenderia somente quem provasse ter condições para ser assentado do Incra. No final da tarde os manifestantes deixaram o Incra, prometendo voltar amanhã. Eles estão acampados na Fazenda Jibóia, com 8 mil hectares de área, situada no município de Sidrolândia, a 60 quilômetros de Campo Grande, desapropriada por decreto do presidente Fernando Henrique Cardoso, onde serão assentadas 230 famílias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.