Sem-terra saqueiam mais um caminhão em Alagoas

Cerca de 800 trabalhadores rurais sem-terra, ligados ao Movimento de Trabalhadores (MT) e à Comissão Pastoral da Terra (CPT), em marcha desde ontem, saquearam, hoje pela manhã, toda a carga de produtos congelados de um caminhão baú da Perdigão, carregado de salame, salsicha, hambúrguer, frango e frios. O saque aconteceu quando o caminhão parou no Posto Flecha, próximo à cidade de Messias, a 65 quilômetros de Maceió. Um dos coordenadores do MT, Vladimir Agustinho, disse que o saque aconteceu porque o Instituto de Terras de Alagoas (Iteral) - órgão ligado ao governo do Estado - não liberou as cestas básicas, prometidas aos sem-terra. "O saque não é o nosso objetivo, mas está acontecendo porque estamos em marcha e com fome", afirmou Vladimir. Este é quarto caminhão de alimentos saqueado pelos sem-terra, que estão em marcha, desde a semana passada, em direção a Maceió, onde começam a chegar para um grande ato público, nesta quarta-feira. Segundo os líderes dos quatro movimentos (MST, MT, CPT e MLST), o ato deve reunir 5 mil pessoas, em homenagem aos 19 mortos no massacre de Eldorado dos Carajás (PA). Os sem-terra pernoitam no câmpus da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e pela manhã realizam passeata até o centro, onde será rezada uma missa na Catedral Metropolitana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.