Sem-terra querem assentamento para desocupar fazenda no MS

As 200 famílias de sem-terra que invadiram a Fazenda Santa Maria ontem estão aguardando uma área para serem assentadas e desocupar o local. A propriedade rural com 520 hectares, situada no município de Rio Brilhante, a leste do Estado e a 170 quilômetros de Campo Grande foi a primeira a ser invadida depois de mais de um ano de trégua do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). "Entramos na área e agora estamos negociando com o Incra. Sabemos que existem muitas fazendas aguardando decreto de desapropriação na região" disse Márcio Bissoli, um dos coordenadores do MST.Essa estratégia tem dado resultados, afirmou ele. ?As negociações são sempre difíceis, mas acabam acontecendo". Bissoli lembrou que amanhã a Fazenda Ponteio, situada em Novo Horizonte do Sul, região da Grande Dourados, no sul do MS, será desocupada amanhã. A fazenda foi invadida em abril do ano passado. "Esperamos quase um ano para acontecer as negociações. Deixaremos a Ponteio e vamos para a Santa Rosa, com 10 mil hectares", ressaltou.ItamaratiSem-terra e assentados no MS começaram hoje expressiva movimentação em direção a Ponta Porã, na divisa do Paraguai, visando ver de perto o presidente Luís Inácio Lula da Silva, que visitará o Assentamento Itamarati, no próximo dia 27. O presidente deverá permanecer duas horas no lugar. A ex-Fazenda Itamarati pertenceu ao empresário paulista, Olacyr de Moraes. Lula abrirá a colheita de milho e feijão na parte irrigada da fazenda, visitará dois dos quatro setores do assentamento e terá um encontro com os populares, em frente a escola rural.As 300 famílias ligadas ao MST assentadas na Itamarati estão colhendo 50 mil sacos de feijão do tipo carioquinha. "O feijão já está todo vendido a R$ 19,50 cada saca", disse Bissoli. As famílias receberam as sementes, e já foram plantados 70 hectares de feijão. Cada hectare (dez mil metros quadrados) está produzindo 106 sacas de feijão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.