Sem-terra protestam em agência do Itesp

Cerca de 120 dissidentes do Movimento dos Sem-Terra (MST) fizeram um protesto ontem diante do escritório da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) em Presidente Venceslau, Pontal do Paranapanema, contra os critérios de distribuição de lotes em novos assentamentos na região. O grupo, ligado a José Rainha Júnior, reclamava da exclusão de famílias já acampadas na Fazenda São Camilo, a ser transformada em assentamento. Segundo o Itesp, eventuais reclamações serão apuradas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.