Sem-terra prestam homenagem a Covas

Um grupo de 40 representantes do Movimento dos Sem Terra (MST) viajou 9 horas de ônibus de Teodoro Sampaio no Pontal do Paranapanema para assistir a missa de 7ª dia de Mário Covas em São Paulo. "É uma homenagem a Mário Covas. É uma forma de solidariedade e agradecimento pelo esforço que ele teve em relação à reforma agrária" afirmou Cledson Mendes, diretor estadual do MST.Segundo ele, o governo de Covas assentou mais de mil famílias "foi um dos governos que mais olharam para os sem-terra. Era quem mais negociava. Seu governo foi o mais democrático e com menos conflitos",acrescentou. O grupo volta para Teodoro Sampaio logo após o final da missa.Durante o ofertório os representantes levarão uma bandeira com o símbolo do movimento ao altar, instalado no centro do ginásio do Ibirapuera.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.