Sem-terra ocupam sede nacional do Incra, em Brasília

Sede na capital paulista também foi tomada na manhã desta segunda-feira por cerca de 500 integrantes do MST

Solange Spigliatti - Agência Estado

19 de abril de 2010 | 11h52

Mais de 700 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) ocuparam na manhã desta segunda-feira, 19, a sede nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Brasília. A mobilização faz parte da Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária.

 

Com o lema "Lutar não é crime", o MST exige o assentamento das 90 mil famílias acampadas em todo o Brasil. De acordo com o movimento, a ação cobra os compromissos assumidos pelo governo federal depois da jornada de agosto, que ainda não foram cumpridos.

 

A sede do Incra na capital paulista, nos Campos Elísios, também foi tomada na manhã desta segunda-feira por cerca de 500 integrantes do MST vindos de vários acampamentos e assentamentos de São Paulo. Segundo o movimento, os manifestantes entraram no prédio pacificamente por volta das 7 horas e, às 11h30, estavam concentrados no saguão. O grupo defende a permanência de escolas nos assentamentos do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
reforma agráriaMSTIncraocupação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.