Sem-terra ocupam prefeitura de Canindé, no Ceará

Um grupo de 600 agricultores está na área desde a última segunda-feira

Carmen Pompeu, do Estadão ,

17 de julho de 2007 | 16h53

Cerca de 600 agricultores ligados ao Movimento Nacional dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupam desde a última segunda-feira a sede da prefeitura de Canindé, no Sertão Central cearense, a 120 quilômetros de Fortaleza.   Eles cobram o pagamento das parcelas atrasadas do seguro safra deste ano. Uma reunião foi realizada com o prefeito da cidade, Antônio Glauber Gonçalves Monteiro (PP), mas não houve avanço nas negociações.   Um grupo formado por dez pessoas, entre manifestantes e representantes da prefeitura, será recebido nesta quarta-feira  pelo secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Camilo Santana, em Fortaleza.   De acordo com o coordenador estadual do MST, Júnior Mendes, os agricultores só receberam a parcela do seguro referente ao mês de maio.  

Tudo o que sabemos sobre:
MSTocupaçãoprefeituraCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.