Sem-terra ocupam mais uma fazenda de Dantas no PA

Para o MP e a PF, as fazendas e os negócios com gado foram usados para um esquema de lavagem de dinheiro

Agência Estado,

30 de julho de 2009 | 13h05

Um grupo de agricultores sem-terra realizou ontem mais uma invasão em propriedades da Agropecuária Santa Bárbara, ligada ao banqueiro Daniel Dantas, do Grupo Opportunity, no Pará. Cerca de 60 pessoas ocuparam uma nova área da fazenda Cedro, em Marabá, uma das maiores do grupo. Para o Ministério Público (MP) e a Polícia Federal (PF), as fazendas e os negócios com gado foram usados nos últimos anos por Dantas para um esquema de lavagem de dinheiro.

Desde o ano passado, pelo menos 13 das 43 fazendas ligadas ao empresário foram alvo de ocupação por parte de grupos sem-terra. A fazenda invadida ontem, a Cedro, onde são criados quase 20 mil bois e que foi alvo do sequestro de bens da Justiça Federal dentro da Operação Satiagraha, já havia sido ocupada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que mantém um acampamento na entrada da área, às margens da rodovia PA-150.

A Agropecuária Santa Bárbara informou que ontem mesmo acionou a Delegacia Especial de Crimes Agrários (Deca), de Marabá, e encaminhou ofício à Secretária de Segurança Pública do Pará. Das 13 fazendas ligadas a Dantas ocupadas atualmente pelos sem-terra, em pelo menos 5 casos a Agropecuária Santa Bárbara já conseguiu na Justiça a reintegração de posse, mas os pedidos ainda não foram cumpridos.

Tudo o que sabemos sobre:
sem-terraDaniel Dantas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.