Sem-terra marcham por reforma agrária

Cerca de mil trabalhadores rurais do Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MLST) participam desde segunda-feira de uma marcha em defesa da reforma agrária e contra a violência no campo. Ontem, uma comissão entregou ao Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) uma pauta de reivindicações. Na sexta, o Incra receberá a coordenação do MLST.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.