Sem-Terra invadem sede do Incra no Maranhão

Mais de 150 famílias de trabalhadores Sem-Terra do interior do Maranhão ocupam, desde ontem, a sede do Incra, em São Luís. O grupo reivindica a desapropriação de 11 áreas na região do Baixo Parnaíba, nos municípios de Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto, Chapadinha, Brejo, Buriti, São Bernando, Tutóia, Duque Bacelar e Araióses. Eles devem se reunir ainda nesta tarde com o superintendente do Incra, Raimundo Monteiro, para cobrar vistorias na região que sofre intervenção de fazendeiros de soja. Os trabalhadores também cobram do Instituto repasse de verbas, entrega de cestas básicas e melhoria na infra-estrutura local. Segundo o superintendente do Incra, haverá acordo com os trabalhadores. ?O Incra vai fazer as vistorias pedidas. Eles só precisam ter paciência porque a área é grande?. A área ocupa mais de 20 mil hectares de terra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.