Sem-terra invadem fazenda no MS

Um grupo de quase 500 sem-terra, liderado pelo MST, invadiu hoje a fazenda Santa Rita I, em Paranhos, no extremo sul de Mato Grosso do Sul. A propriedade com 1.190 hectares de área foi desapropriada no ano passado por decreto do presidente da República, mas os proprietários não concordaram e estão contestando a decisão na Justiça.As 120 famílias cortaram os arames da cerca da fazenda e armaram barracas de lonas. Também iniciaram o plantio de arroz, feijão e milho. Segundo informações do MST, a invasão é um protesto contra a lentidão da reforma agrária no Estado, onde existem pelo menos 25 mil famílias, cadastradas no Incra, aguardando assentamento. Desse total 15 mil famílias estão acampadas nas margens de várias estradas em 27 municípios do Estado.Em Santa Rita do Pardo, 40 famílias assentadas pelo governo do Estado afirmam que estão passando fome e sem condições de plantar na área que receberam da Companhia Energética de São Paulo, como compensação dos prejuízos causados pela construção da usina hidrelétrica Sérgio Motta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.