Sem-terra invadem fazenda em Minas Gerais

Cerca de 50 famílias de trabalhadores rurais sem-terra invadiram, na sexta-feira, a fazenda Malvina, localizada na zona rural da cidade de Engenheiro Dolabela, na região Norte de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar de Montes Claros, aproximadamente 150 pessoas montaram acampamento na propriedade, que pertence à antiga Usina Malvina, uma indústria açucareira já desativada. Segundo a PM, os invasores são de Montes Claros e outras cidades da região. A ocupação foi pacífica e não houve conflito. Os militares informaram que outras 100 famílias estariam se dirigindo para a fazenda. O líder dos sem-terra foi identificado como José Aparecido da Conceição. A polícia não soube informar a qual movimento de luta pela terra estão ligados os invasores, mas identificou a participação da Comissão Pastoral da Terra de Montes Claros no comando. A Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas responde pela maioria das ações e invasões na região.Os policiais militares estiveram no local e registraram a ocorrência. De acordo com a PM, o advogado José Thomaz Filho, síndico da fazenda, foi informado da ocupação, mas disse que a princípio não iria tomar nenhuma providência em relação aos acampados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.