Sem-terra invadem fazenda de ex-ministro da Agricultura

Integrantes do Movimento dos Agricultores Sem-Terra (Mast) que estavam acampados às margens da PR-439, em Abatiá, a cerca de 350 quilômetros de Curitiba, no norte do Paraná, invadiram na manhã deste sábado parte da Fazenda Ribeirão Bonito, pertencente à família do ex-senador e ex-ministro da Agricultura, José Eduardo de Andrade Vieira. Os sem-terra alegam que estão "pressionando" o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para que lhes encontre um assentamento definitivo. Lideranças afirmam que, em um ano e meio de acampamento, duas pessoas morreram atropeladas. Eles alegam que a fazenda é improdutiva. O filho do ex-ministro, Germano Vieira, disse que o advogado da família registrou boletim de ocorrência e estava entrando com pedido de reintegração de posse. Desde que os sem-terra acamparam às margens da rodovia, já havia interdito proibitório. Ele afirmou que a fazenda é produtiva, com criação de gado de primeira qualidade. "É pura bandidagem", afirmou. O superintendente do Incra no Paraná, Celso Lisboa de Lacerda, disse que a ocupação da fazenda "não vai adiantar nada". Segundo ele, o Incra já comprou, em Jundiaí do Sul, município vizinho, as fazendas Itambé, ocupada pelo Mast, e Pau D´Alho, ocupada pelo Movimento dos sem-terra. Falta apenas lavrar a escritura para que as negociações sejam encerradas. Lacerda informou que o instituto também tentou conversar com Vieira, mas "as negociações não evoluíram".

Agencia Estado,

30 Dezembro 2006 | 14h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.