Sem-terra interditam duas rodovias em Alagoas

Cerca de 350 trabalhadores rurais sem-terra ligados à Comissão Pastoral da Terra (CPT) interditaram nesta sexta-feira pela manhã dois trechos de duas rodovias federais emAlagoas. Foi bloqueado um trecho da BR-104, próximo à cidade de União dos Palmares, a 94 quilômetros de Maceió.O outro trecho interditado foi na BR-101,próximo à cidade de Messias, a 40 quilômetros de Maceió. Segundo o coordenador da CPT em Alagoas, Carlos Lima, o trecho da BR-104 foi desbloqueado no final da manhã, depois que o governo do Estado liberou 300 cestas básicas.O bloqueio da BR-101 provocou um grande congestionamento e só não houve confusão porque no início da tarde os sem-terra liberaram um lado da pista, permitindo a passagem dos carros bloqueados.O trecho da BR-101 foi desbloqueado às 16 horas, quando o novo superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Alagoas, agrônomo Mário Agra, chegou ao local. Segundo ele, foi decidida uma ajuda de alimentos aos sem-terra e marcada uma reunião para segunda-feira com o ouvidor agrário nacional,Gersino Filho."Esse ato foi meu batismo no Incra", brincou Agra. A CPT está reivindicando 2 mil cestas básicas; construção de 17 casas no assentamento Delmiro Gouveia, em Inhapi; desapropriação de 20 áreas ocupadas há mais de 4 anos; eletrificação rural no assentamento Jubileu 2000, em São Miguel dos Milagres; e vistorias em duas fazendas ocupadas neste ano por 240 famílias (Sítio Velho,em União dos Palmares, e Boa Vista, em Maragogi).A nomeação de Agra foi publicada nesta sexta-feira, no Diário Oficial, junto com as nomeações dos novos superintendentes do Incra do Mato Grosso do Sul e Piauí. Ele foi indicado para o cargo por integrantes da tendência Democracia Socialista (DS), da qual faz parte em Alagoas junto com a sua ex-mulher, a senador Heloísa Helena (PT/AL).Agra contou também com o apoio das lideranças do MST para ocupar o cargo. Mário Agra é professor universitário e engenheiro agrônomo. Nascido em Viçosa (AL), em 27 de dezembro de 1955, é atualmente engenheiro da Secretaria de Agricultura do Estado de Alagoas, da qual foi secretário em 1999.Ocupou os cargos de vice-presidente da Sociedade de Engenheiros Agrônomos do Estado de Alagoas,presidente do Sindicato dos Engenheiros de Alagoas e diretor da CUT do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.