Sem-terra fazem marcha pelos mortos de Carajás

Cerca de 1.500 trabalhadores rurais sem-terra iniciaram uma marcha, na noite de ontem, da cidade de Feira de Santana em direção à capital baiana, um percurso de 110 quilômetros para rodovia BR-324, a mais movimentada do Estado. A marcha faz parte das homenagens aos 19 integrantes do MST mortos em Eldorado dos Carajás, no Pará, tragédia que está completando seis anos este mês. Os sem-terra devem chagar a Salvador na quarta-feira, quando o núcleo baiano da entidade promove uma manifestação em frente ao Fórum Ruy Barbosa, sede da Justiça do Estado, pedindo punição para os policiais militares que atiraram nos trabalhadores rurais de Eldorado dos Carajás. Conforme líderes do movimento, somente participam da marcha famílias que aguardam ser assentadas e vivem em acampamentos provisórios em várias regiões da Bahia. A marcha dos sem-terra será acompanhada por viaturas da Polícia Rodoviária Federal para evitar acidentes. Embora seja uma estrada muito movimentada, a BR-324, principal acesso rodoviário de Salvador não apresentava engarrafamentos na manhã de hoje, em função do ato do MST. Os trabalhadores estão caminhado pelo acostamento da pista na direção Feira de Santana/Salvador, portando as tradicionais bandeiras vermelhas do movimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.