Sem-terra e polícia entram em confronto em MG

Com facões, pedras e foices nas mãos, os cerca de 500 sem-terra que invadiram a fazenda Renascença, do embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima, em Uruana (MG) ameaçaram, por volta da 8h30, entrar em confronto com um grupo de oito policiais que faziam reconhecimento da área. Aos gritos de "cambada de cachorros" e "cai fora", "vamos resistir", os sem-terra conseguiram afastar os policiais. O comandante da operação, tenente-coronel Robson Nogueira, disse que não há orientação, por parte do governo mineiro, para retirar os sem-terra da fazenda. Eles estão retirando pedras do rio e preparando pontas de lança para assegurar munição contra os policiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.