Sem-terra é morto em invasão de fazenda no Paraná

Uma pessoa morreu e cinco ficaram feridas numa tentativa de invasão da fazenda Santa Filomena, em Planaltina, cidade próxima a Paranavaí, no interior do Paraná, na madrugada deste sábado. O sem-terra Elias Gonçalves Deneura, de 20 anos, foi morto depois que um grupo de 400 famílias ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) foi recebido a tiros por seguranças da fazenda.Segundo a Polícia Militar, o confronto entre sem-terra e seguranças durou cerca de quatro horas e terminou somente após a chegada do reforço policial. Não há nenhuma suspeita sobre quem foi o responsável desses tiros que mataram o sem-terra. 30 policiais foram destacados para ficar no local, que continua com clima tenso.As famílias estavam acampadas na frente da fazenda há 18 meses. Segundo a assessoria do MST, elas aguardavam o assentamentoprevisto pelo Plano Nacional de Reforma Agrária do governo federal. A fazenda Santa Filomena foi declarada latifundio improdutivo após ser vistoriada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em 1997. Depois disso, o Incra instruiu o processo dedesapropriação para fins de reforma agrária. O MST exigiu em uma nota oficial a desapropriação da fazenda, apunição para os assassinos e mandantes da violência contra ossem-terra, e que o governo federal agilize o processo da reformaagrária, cumprindo as metas do PNRA.Na madrugada de quinta-feira, 150 pessoas ligadas ao MST, invadiram a fazenda Itambé, em Jundiaí do Sul, áreacom 170 alqueires considerada produtiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.