Sem-terra devem protestar no Ministério da Justiça

Os sem-terra que estão acampados na Fazenda Barriguda 1, que no último domingo invadiram a fazenda da família do presidente Fernando Henrique Cardoso, em Buritis (MG), decidiram hoje adotar medidas em represália à prisão de 16 dirigentes que participaram da operação. Eles pretendem acampar em frente ao Ministério da Justiça e estão se preparando para sair em caminhada em direção a Buritis, onde outro grupo ficará acampado no centro da cidade.Em assembléia realizada nesta terça-feira na Fazenda Barriguda, a 25 quilômetros de Buritis, o líder dos sem-terra, Gilmar de Oliveira, disse que a invasão à fazenda da família do presidente foi bem recebida em todo o País, o que serviu de estímulo para os sem-terra darem prosseguimento às manifestações. Enquanto isso, uma equipe de advogados do grupo vai requerer o relaxamento da prisão dos 16 sem-terra que lideraram a operação de invasão da fazenda da família do presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.