Sem-terra desocupam fazenda no Rio Grande do Sul

Os cem integrantes do MST que estavam na fazenda Bom Sossego, em Cruz Alta, saíram da propriedade rural hoje. Eles cumpriram determinação do juiz Rafael Pagnon Cunha, que ontem deu prazo até as 10 horas para a desocupação.O pedido de reintegração de posse foi feito pelo advogado Tarcísio Santana, um dos herdeiros da proprietária Carmelinda Portinho Santana. A invasão aconteceu na madrugada de quarta-feira. Os sem-terra voltaram a acampar à margem da BR-158, onde estavam antes de entrar na fazenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.