Sem-terra bloqueiam rodovia e pedem comida, em AL

Cerca de 150 famílias de trabalhadores rurais, ligadas ao Movimento dos Sem-Terra (MST), bloquearam nesta sexta-feira pela manhã parte da pista da AL-101 Norte, próximo ao povoado de Riacho Doce, no litoral Norte de Maceió.Os sem-terra pedem comida e assistência médica para as crianças. Eles estão acampadosàs margens da rodovia em barracas cobertas de lonas de plástico preto."Há quatro anos estamos acampados nesta região, várias fazendas foram desapropriadas, e as autoridades ainda não destinaram uma área para a nossa comunidade", reclamou Maria José Araújo, da coordenação do MST em Alagoas.Segundo ela, as crianças do acampamento são as que mais sofrem com a situação de fome e miséria:"Quando não morre, antes de completar um ano, fica doente e se cria desnutrida", afirma. O bloqueio - feito com troncos e palhas de coqueiro - durou até o início da tarde eprovocou um grande congetionamento na rodovia, que liga a capital às cidades dolitoral Norte do Estado.Os sem-terra desbloquearam a rodovia porque a Comissão de Direitos Humanos da PM prometeu intermediar suas reivindicações. Eles disseram que, se as 40 cestas-básicas reivindicadas não forem entregues, vão interditar os dois lados da pista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.