Sem Marina, Dilma amplia vantagem na disputa de 2014

Pesquisa CNT/MDA indica que presidente teria 43,5% das intenções de voto em cenário contra Aécio e Campos; contra ex-senadora, resultado cai para 40,6%

Ricardo Brito e Ricardo Della Coletta - Agência Estado

07 de novembro de 2013 | 10h57

Brasília - A presidente Dilma Rousseff recebe mais intenções de voto no cenário em que a ex-ministra Marina Silva não está entre os candidatos à Presidência, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o MDA Pesquisa, divulgada nesta quinta-feira, 7. Em um eventual segundo turno, a presidente venceria qualquer candidato.

No cenário com Marina, Dilma tem 40,6% das intenções de voto e Marina, em segundo lugar, tem 22,6%. O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), fica em terceiro lugar, com 16,5% dos votos. A ex-ministra filiou-se ao PSB, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que no momento é o provável candidato da sigla.

No cenário mais provável, em que Dilma disputa contra Aécio e Campos, a presidente se sai melhor e recebe 43,5% das intenções de voto. O tucano fica em segundo com 19,3% e Campos em terceiro, 9,5%. Não é possível fazer uma comparação com a pesquisa anterior, de setembro, porque não havia um cenário idêntico a esse.

Foram entrevistadas 2.005 pessoas, em 135 municípios das cinco regiões do País, entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro. A margem de erro da pesquisa é de 2,2%.

Segundo turno. De acordo com a pesquisa, Dilma tem 45,3% das intenções de voto, contra 29,1% da ex-ministra Marina Silva em um eventual segundo turno. Em setembro, na sondagem anterior, Dilma tinha 38,2%, contra 30,5% da Marina.

Quando o rival é o senador Aécio Neves, Dilma seria reeleita com 46,6%, contra 24,2% do tucano. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 39,6% e Aécio, 26,2%.

Contra Campos, a presidente tem a maior vitória: 49,2% contra 17,5%. Antes, o resultado era, respectivamente, 42,1% contra 17,7%.

Tudo o que sabemos sobre:
CNTeleições 2014marina silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.