Isac Nóbrega/PR
Isac Nóbrega/PR

Sem licitação, Embratur contrata agência de irmão de marqueteiro de Russomanno

Empresa de Gustavo Mouco vai receber R$ 27 milhões para cuidar promoção internacional do turismo; contrato foi publicado no Diário Oficial desta segunda-feira

Vinícius Valfré, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2020 | 22h06

BRASÍLIA - A Embratur contratou, sem licitação, uma agência de publicidade que tem como sócio o irmão do publicitário Elsinho Mouco, marqueteiro da campanha de Celso Russomanno à Prefeitura de São Paulo. A Calia/Y2, de Gustavo Mouco, receberá R$ 27 milhões para cuidar das ações publicitárias do órgão de promoção internacional do turismo. O extrato da contratação emergencial foi publicado nesta segunda-feira, 26, no Diário Oficial da União.

Responsável pelos programas de TV da campanha de Russomanno, Elsinho trabalha com o ex-presidente Michel Temer há mais de 15 anos. O Estadão apurou que ele ajudou a negociar a indicação de Temer para chefiar a delegação brasileira enviada ao Líbano, em agosto, após a trágica explosão em Beirute.

Russomanno é o candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro na capital paulista. Como revelou o Estadão, a escolha de Elsinho para essa campanha  passou pelo crivo do ministro das Comunicações, Fábio Faria. O aliado de Bolsonaro tem, ainda, o aval do secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fabio Wajngarten.

A contratação da empresa de Gustavo Mouco preenche um “hiato” da Embratur, que estava sem agência de publicidade específica para esse fim, desde que os contratos anteriores terminaram , no ano passado. A informação foi publicada na última sexta, 23, pelo site Congresso em Foco e confirmada pelo Estadão.

A Embratur tentou fazer a contratação ainda em setembro, mas apenas a Calia apresentou propostas. Diante das queixas do mercado, uma nova rodada de convites a potenciais empresas interessadas no serviço foi aberta, mas a Calia saiu vencedora. 

Em nota, a Calia informou que o publicitário Elsinho não integra o Conselho Executivo da agência. A companhia é presidida por Humberto Pandolpho e tem como sócios  José Augusto Nigro, vice-presidente executivo de atendimento, e Gustavo Mouco, vice-presidente de operações e financeiro.

O aviso de dispensa de licitação para contratar a Calia foi publicado em 21 de outubro com o aval do diretor de marketing da Embratur, Silvio Santos do Nascimento, e de Gilson Machado, presidente da agência. 

Questionada pelo Estadão sobre os critérios que levaram à contratação e sobre os motivos da ausência de processo licitatório, a Embratur não respondeu. Nas redes sociais, Gilson Machado disse que 27 empresas foram convidadas para disputar o serviço e que a contratação é legal.

"(O processo) ocorreu dentro da legalidade e com total transparência. Vinte e sete empresas foram convidadas a participar da licitação, que teve seu valor estipulado em menos da metade dos certames realizados pelas gestões anteriores", afirmou Machado. 

Elsinho Mouco, da campanha de Russomanno, foi procurado, mas não atendeu à chamada nem respondeu mensagens que lhe foram enviadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.