Sem CPMF, verba do PAC cobrirá Saúde, diz líder do PT

O líder do PT na Câmara, deputado Luiz Sérgio (RJ), disse que o governo federal terá de tirar recursos de investimento previsto no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para cobrir gastos da Saúde se não for aprovada a prorrogação da cobrança da CPMF. "Se os recursos não forem aprovados, será necessário tirar dinheiro de outros locais para colocar na Saúde. Recursos que devem estar direcionados para o PAC", afirmou.O líder petista participou de uma reunião dos líderes da base do governo com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O deputado disse que o fato de a bancada do PSDB na Câmara ter decidido votar contra a prorrogação da CPMF, lembrando que os Estados de São Paulo e Minas Gerais, administrados por tucanos, serão beneficiados com cerca de R$ 20 bilhões para obras do PAC. A estimativa de arrecadação da CPMF é de R$ 38 bilhões no próximo ano. Na reunião, os líderes da base avaliaram que precisarão de um esforço maior para votar as medidas provisórias (MP) que estão trancando a pauta do plenário da Câmara para limpar caminho para a votação da CPMF. Nas últimas duas semanas o plenário votou apenas quatro MPs. Uma em cada sessão. Há ainda quatro MPs trancando a pauta e o governo pretende votar a proposta da CPMF daqui duas semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.