Seis portugueses desaparecem no Brasil

Seis empresários portugueses, do setor da construção civil, em viagem ao Brasil, estão desaparecidos há 11 dias. Desde a data prevista para a chegada do grupo a Recife, dia 12 de agosto, nenhum contato foi feito, o que levou as famílias a contatarem a polícia local, que investiga o caso desde a última semana, em parceria com a polícia brasileira. O grupo de empresários não chegou ao hotel Holiday Inn, de Fortaleza, onde tinha reserva.Os seis portugueses teriam sido recebidos no aeroporto de Fortaleza, no último dia 12, por um português casado com uma brasileira, que também desapareceram dois dias depois. Fontes policiais brasileiras informaram que este português mora em Recife e aguarda autorização de residência permanente no Brasil. A polícia já trabalha com a hipótese de seqüestro, mas investiga também a possibilidade do grupo estar em um balneário a cerca de 160 quilômetros de Fortaleza. O retorno do grupo à Portugal estava previsto para ontem, mas os nomes dos empresários não constavam na lista de passageiros. Segundo um familiar, o montante de 1700 contos (R$19.704,70) já foi retirado de uma conta desde a partida dos empresários.A viagem seria, aparentemente, de turismo, mas o Jornal de Notícias disse que haveria um contato prévio no Recife, para uma viagem de negócios no setor da construção. Segundo esta mesma fonte, três dos empresários são da região de Ourém e o restante de Sesimbra. Todos os telefones móveis estão desligados desde o dia que o grupo deixou Lisboa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.