Seguranças da Câmara agridem fotógrafo do 'Estado'

Beto Barata tirava fotos enquanto assessora de Paulinho entregava defesa do deputado no Conselho de Ética

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

26 de junho de 2008 | 20h20

A entrega da defesa do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical, no Conselho de Ética, acabou nesta quinta-feira, 26, em agressões ao fotógrafo Beto Barata, do jornal O Estado de S. Paulo, pela segurança da Câmara. Na tentativa de impedir o profissional de exercer o seu trabalho, o fotógrafo foi imobilizado, estapeado e, na agressão física, teve o colete rasgado e uma lente da máquina danificada.   A atuação truculenta da segurança da Câmara começou quando a funcionária do deputado, que não se identificou pelo nome, deixou a sala do Conselho de Ética e seguia pelo corredor em direção a uma das saídas da Casa - a saída do prédio conhecido como anexo 2. Irritada por ser fotografada, a funcionária solicitou a intervenção dos seguranças. Ao ser abordado pelo segurança, o fotógrafo mostrou credencial e se identificou. Mesmo assim, o policial da Câmara disse que ele estava preso e o imobilizou.   Mais policias chegaram para levar o fotógrafo para a sala da Segurança da Câmara, que fica em um dos anexos da Casa - o anexo 3. No meio do caminho, um dos seguranças deu um tapa no rosto de Beto Barata, que reagiu. O tumulto foi formado e o diretor do Departamento de Policia Legislativa da Câmara, José Gilmar Araújo, foi chamado às pressas e avisou que o profissional não estava preso.   Em nota divulgada no início da noite, a Secretaria de Comunicação Social da Câmara informou que, por determinação do diretor geral, Sérgio Sampaio, será instaurado inquérito "para cabal apuração do ocorrido, inclusive com o uso das imagens do circuito interno da Casa". A nota diz ainda que "os servidores envolvidos serão identificados e afastados de suas atividades de policiamento até o esclarecimento dos fatos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.