Daniel Teixeira|Estadão
Daniel Teixeira|Estadão

Segurança de Lula em ato será responsabilidade do governo de SP, diz presidente da CUT

'É o governo quem garante a segurança de todos manifestantes, Lula é um deles', disse Vagner Freitas, que ainda disse que o governo paulista cumpriu o acordo para retirar antipetistas da Av. Paulista

Ricardo Galhardo, O Estado de S. Paulo

18 de março de 2016 | 13h31

São Paulo - O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, disse que a responsabilidade pela segurança tanto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto de todos os manifestantes que estarão nesta sexta-feira, 18, na avenida Paulista é do governo do Estado e da Secretaria de Segurança Pública. 

"O ex-presidente Lula estará no ato. A segurança dele é responsabilidade do governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Segurança Pública. É o governo quem garante a segurança de todos manifestantes, Lula é um deles", disse Freitas. 

Segundo o sindicalista, o governo cumpriu o acordo firmado na quinta, 17, para que militantes antipetistas fossem retirados da avenida Paulista para evitar confrontos e violência. 

"O que ele (o secretário Alexandre de Moraes) fez é exatamente o que nós tínhamos combinado", disse o sindicalista.

Lula passou a manhã reunido com aliados na sede da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM), em São Bernardo. O novo ministro da Casa Civil chegou a cogitar não participar do protesto devido à possibilidade de confrontos mas confirmou no início da tarde que estará na Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.