Sede do PT-SP foi invadida, diz presidente da sigla

Paulo Fiorilo divulgou nota na qual comunicou que o diretório municipal do partido foi alvo de invasores durante a madrugada desta segunda-feira

Ricardo Chapola, O Estado de S. Paulo

17 de agosto de 2015 | 13h59

SÃO PAULO - O presidente do diretório municipal do PT, vereador Paulo Fiorilo, divulgou nesta segunda-feira, 17, uma nota na qual comunica que a sede do partido, localizado no centro da na capital paulista, foi invadida durante a madrugada. No texto, o parlamentar diz que nada foi furtado, apesar de os supostos invasores terem vasculhado armários e gavetas. 

O caso foi registrado, segundo a nota, no 1º Distrito Policial, localizado na Sé. Fiorilo também pediu agilidade na investigação e citou outros acontecimntos semelhantes envolvendo o partido, como o atentado à bomba ao Instituto Lula, ocorrido no início do mês. 

"O PT municipal entende que é preciso investigar e apurar o caso com prioridade, diante dos fatos que já ocorreram. Esse é o quarto acontecimento, somente em 2015. O primeiro foi na sede do Diretório em Jundiaí, seguidos dos atentados à bomba nas sedes do Diretório Zonal - PT Centro e no Instituto Lula", escreveu o vereador. 

Leia a íntegra da nota:

O Diretório Municipal do PT-SP informa que teve sua sede, no centro, invadida na madrugada desta segunda - feira (17).

Durante a invasão vasculharam gavetas e armários, e até o momento não foi identificado furto de pertences. O Boletim de Ocorrência foi realizado no 1° Distrito Policial da Sé.

O PT municipal entende que é preciso investigar e apurar o caso com prioridade, diante dos fatos que já ocorreram. Esse é o quarto acontecimento, somente em 2015. O primeiro foi na sede do Diretório em Jundiaí, seguidos dos atentados à bomba nas sedes do Diretório Zonal - PT Centro e no Instituto Lula.

Diante dessa situação é preciso que apure e punam os culpados.

Paulo Fiorilo

Presidente do Diretório Municipal do PT -SP

Tudo o que sabemos sobre:
PTinvasãosedediretórioSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.