Sede do Incra é invadida por sem-terra em Pernambuco

Mais de 300 trabalhadores ligados à Comissão Pastoral da Terra (CPT) ocuparam nesta terça-feira a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Recife. Eles alegam que o objetivo é acelerar processos de vistoria e desapropriação de terras e infra-estrutura para assentamentos. Com colchões e comida, eles se encontravam até o início da noite no pátio externo e num prédio desocupado do órgão. Uma reunião com a superintendente do Incra, Maria de Oliveira estava prevista esta noite.De acordo com um dos coordenadores da CPT em Pernambuco, Roberto Araújo, existem áreas que aguardam vistoria há dois anos. Onze assentamentos, seis acampamentos e quatro áreas de conflito com posseiros estão representados nesta ação da CPT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.