Secretário quer que polícia assessore jornalistas

O secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, Roberto Aguiar, disse que pretende criar um grupo especial na polícia fluminense para assessorar e evitar que jornalistas se exponham a situações que ameacem suas vidas, como a que levou à morte do repórter da TV Globo Tim Lopes. Aguiar afirmou que vai criar um plano de trabalho para ser discutido com as empresas jornalísticas. Além da criação do grupo especial da polícia para assessorar a imprensa, o plano vai sugerir também que os profissionais de imprensa façam cursos e aprendam até técnicas de defesa pessoal. "Acho que vale a pena a gente começar a pensar seriamente em treinar os jornalistas investigativos para que eles possam se precaver contra os riscos que estão correndo", disse.Aguiar explicou ainda que é preciso que as empresas jornalísticas se organizem melhor e achem mecanismos para tentar proteger melhor o profissional em casos de reportagens que envolvam riscos. "Acho que a polícia pode ajudar a montar esquemas para que, quando um jornalista tiver que ir até um local perigoso ou ter um encontro ameaçador, esteja mais protegido", explicou.Pela proposta do secretário, os profissionais de imprensa receberiam cursos para saber se proteger em diferentes situações de risco. "Tanto em reportagens sobre o crime organizado como em outras sobre lavagem de dinheiro, por exemplo, os jornalistas têm sempre que tomar providências para evitar riscos de vida. As empresas também têm que evitar que um jornalista sozinho se exponha, sem ter nenhum tipo de segurança."O secretário passou os últimos dois dias em Brasília, negociando com o governo federal a liberação de novas verbas para combater a violência. E espera voltar para o Rio com tudo organizado para que o Rio receba o reforço necessário para combater o crime no Estado. "Estou exercendo essa função a 52 dias, sei que não vamos acabar com o crime em alguns meses, mas vou conseguir avanços."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.