Secretário lança candidatura de Alckmin

O secretário estadual da Habitação, Francisco Prado, lançou informalmente a candidatura do governador em exercício, Geraldo Alckmin (PSDB) à sucessão estadual em 2002. "Espero que ele( Alckmin) entregue mais casas populares em 2002, quando for eleito pelo voto popular". Depois de terminar a frase, o secretário foi aplaudido pelos moradores do condomínio que acompanhavam a cerimônia de entrega das chaves de 220 apartamentos de um conjunto habitacional em Diadema, no Grande ABC.Prado ressaltou que a "candidatura" de Alckmin a 2002 foi lançada em "caráter pessoal". "É o meu sentimento. Gostaria que ele (Alckmin) fosse o sucessor de Covas. Ele é o sucessor natural do governador. Tem competência e lealdade", disse Prado. Alckmin, por sua vez, desconversou. "É um desajuizado", afirmou, referindo-se a Prado. O vice-governador tem evitado falar das eleições de 2002 por dois motivos: o primeiro pelo fato de o governador Mário Covas estar licenciado do cargo por problemas de saúde - ele enfrenta um câncer na meninge, a membrana que envolve o sistema nervoso central. Se lançasse o seu nome agora, a interinidade do cargo poderia parecer eleitoreira. Alckmin também evita comentar o assunto porque sua elegibilidade está ainda em discussão. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda vai decidir se os vices que cumprem o segundo mandato podem concorrer em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.