Secretário diz que SP vai defender royalties

O secretário estadual de Energia de São Paulo, José Aníbal, disse nesta quarta-feira que o Estado vai se defender "de todos os jeitos" na questão da redistribuição dos royalties de petróleo. O secretário deu essa declaração em resposta a um questionamento sobre a possibilidade de entrar na Justiça contra uma eventual decisão desfavorável ao governo estadual, caso a lei seja promulgada conforme aprovada no Congresso, sem o veto da presidente Dilma Rousseff.

LUCIANA COLLET, Agência Estado

19 de dezembro de 2012 | 12h09

Aníbal participou nesta quarta no Fórum de Temas Nacionais promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing (ADVB). Nesse evento, foi distribuída uma carta assinada pelo governador Geraldo Alckmin, endereçada a deputados e senadores, dizendo que, caso o Congresso derrube o veto, o Estado de São Paulo perderia de R$ 4 bilhões a R$ 5,2 bilhões até 2020.

Tudo o que sabemos sobre:
royaltiespetróleovotaçãoAníbal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.