Secretário diz que governo está 'maltratando' o PT

O secretário de Comunicação do PT, André Vargas (PR), disse que, ao contrário do que se pensa, "o PT está sendo muito maltratado pelo governo". Vargas afirmou hoje que o PMDB tem conseguido emplacar seus políticos em cargos importantes, o que o PT não consegue de jeito nenhum.

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

29 de março de 2011 | 20h17

"O PMDB pôs o Geddel (Geddel Vieira Lima, ex-ministro da Integração Nacional) na Caixa. Nós não conseguimos nomear o Paulo Rocha (ex-líder do PT, réu no processo do mensalão e um dos fichas-sujas nominados pelo Tribunal Superior Eleitoral) nem o Vignatti (ex-deputado catarinense)", lamentou Vargas.

O PT quer Paulo Rocha numa diretoria da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) ou em qualquer outro cargo de segundo escalão, mesmo que em Brasília, mas o ex-deputado está encalhado. Quando a Vignatti, ele não foi para a presidência da Eletrosul, como alguns setores do partido defendiam, mas acabou nomeado para a secretaria-executiva das Relações Institucionais.

André Vargas disse ainda que o PT ficou isolado na presidência da Caixa. "Lá, só o Jorge Hereda (que tomou posse ontem na presidência) é do PT. O restante não é". Ele afirmou também que a ex-presidente da Caixa Maria Fernanda Ramos Coelho "foi entregue às cobras" no caso da compra do Banco Panamericano. "Não foi ela que fechou o negócio e agora aparece como culpada", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.